Texto por Colaborador: Redação 06/01/2024 - 15:00

Samuel Bamba está no Borussia Dortmund há mais de dez anos e passou por todas as categorias de base. Em dezembro, o jogador de 19 anos fez sua estreia na Bundesliga pelo clube de sua cidade natal em uma partida contra o Augsburg. Em Marbella, o site oficial do BVB conversou com ele sobre sua passagem pelos auri-negros, o training camp e, claro, seu primeiro jogo. Confira os principais trechos.

O que você aprende nos treinos com os profissionais?
"Posso aprender muito com todos os jogadores daqui, principalmente o básico. São todos profissionais consumados, então posso levar muita coisa comigo."

Quais as diferenças para treinar com os sub-23?
"Em muitas áreas. Em primeiro lugar, claro, em termos de intensidade, mas também em termos do básico: que todo passe é perfeito, que poucos ou nenhum erro é cometido. Impressiona-me muito quando vejo isso."

Tem algum jogador que te dá muitas dicas?
"Entretanto, muitos jogadores me procuram, por exemplo Mats ou Marco, que me dizem calmamente o que posso fazer melhor. Mas Schlotti também está sempre lá para mim. Então, acontece que jogadores que jogam em uma posição diferente também se aproximam de mim. Esse também foi o caso de Sabi hoje."

Jogar pelo clube da sua cidade natal por dez anos é muito tempo. Nunca se pensou em mudar de clube. Mesmo que as coisas nem sempre corressem bem para Samuel Bamba. "Por exemplo, nem sempre joguei nos sub-23, então foi difícil. Mas Otto sempre me disse: 'Sammy, eu estava exatamente na mesma situação durante meus primeiros meses em Dortmund'. Tentei dar o meu melhor quando joguei." O treinador Otto Addo é um dos treinadores que mais influenciaram Bamba durante o seu tempo no BVB: "Ele está sempre lá para nós jovens jogadores. Ele faz tudo por nós. Se tiver problemas, pode ir ao Otto, seja relacionado ao futebol ou não. Ele sempre tem o ouvido aberto." O técnico do sub-19, Mike Tullberg, o assistente técnico Sebastian Geppert e o técnico Edin Terzic também estão entre os companheiros de Samuel Bamba.

Mike Tullberg
"Ele é como um tio para mim. Ele sempre me provocava, mesmo que eu às vezes pensasse: O que ele quer de mim? Mas, em retrospectiva, quando penso nisso, ele sempre quis tirar o melhor proveito disso. É por isso que eu tenho um ou dois enemas a mais do que os outros. Talvez eu não quisesse aceitar na época, mas se você olhar para trás, foi só para o meu bem. Isso realmente me ajudou muito."

Sebastian Geppert
"Conheço o Geppi há muito tempo, ele foi meu treinador do sub-17. Ele me puxou na hora e viu meu potencial."

Edin Terzic
"Estou em contato com o Edin há muito tempo. Há dois anos, quando era diretor técnico, ele me disse: 'Sammy, eu acredito em você'. Tem muitos que não acreditaram em mim, mas ele me disse o que eu precisava melhorar. 'Então você vai seguir o seu caminho'. No começo, você não acredita nisso imediatamente, mas ele depositou sua confiança em mim."

Categorias

Ver todas categorias

BVB está certo em manter Terzic na próxima temporada?

Sim

Votar

Não

Votar

567 pessoas já votaram