Texto por Colaborador: Redação 05/09/2023 - 12:52

Youssoufa Moukoko vai passar pelo menos a primeira metade da temporada no BVB. No entanto, a situação não é realmente ideal para nenhuma das partes envolvidas.

No dia final de transferências, o Borussia Dortmund acertou a contratação de Niclas Füllkrug. O jogador de 30 anos é atualmente o centroavante número um da Alemanha e o atual artilheiro da Bundesliga. Uma mais-valia desportiva para o Preto e Amarelo está, portanto, quase garantida.

No entanto, há certamente razões para fazer um olhar crítico sobre a transferência. Por um lado, a taxa base de cerca de 13 milhões de euros foi uma das razões pelas quais o BVB deixou de poder contratar um zagueiro-central. Por outro lado – e isso é certamente criticado por alguns em Dortmund – Füllkrug está bloqueando o desenvolvimento de Youssoufa Moukoko a médio prazo.

O jovem de 18 anos "não ficou emocionado" quando soube do negócio com o Füllkrug, relata o 'Ruhr Nachrichten'. Isso não deve ser uma surpresa, já que foi apenas em janeiro que o BVB fez um grande esforço para garantir a extensão de contrato com o atacante.

Poucos meses depois, a desilusão instalou-se. Moukoko se lesionou por um longo período de tempo, mas mesmo quando estava apto, ele raramente foi capaz de trazer seu potencial para o campo. Portanto, agora Füllkrug está aqui e o pensamento de possibilidades alternativas deve pelo menos ser permitido.

De acordo com o 'Ruhr Nachrichten', o RB Leipzig contactou Moukoko no verão, mas no final o atacante ficou no seu clube de infância. Um possível acordo de troca também foi discutido com o Werder Bremen. As próximas semanas e meses mostrarão quanto treino Edin Terzic dará ao internacional sub-21. Caso a comitiva de Moukoko chegue à conclusão de que há necessidade de recuperar o atraso, os rumores de uma despedida em janeiro podem ganhar velocidade novamente. (Via fussballtransfers)

Categorias

Ver todas categorias

BVB está certo em manter Terzic na próxima temporada?

Sim

Votar

Não

Votar

567 pessoas já votaram