Bosz parece mesmo estar com os dias contados no comando técnico do Borussia Dortmund, segundo informações ele teria somente os dois próximos jogos para convencer de que poderia continuar no cargo.

O jogo do último sábado contra o Leverkusen, no qual o time empatou em 1-1, já poderia ter sido o fim de Bosz no BVB, no entanto, o equalizador de Andrey Yarmolenko revelou-se como a última gota antes do naufrágio. Após esse jogo, as declarações de Zorc foram: “Nós não nos contatamos com outros treinadores. Queremos fazer a reviravolta com Peter Bosz. Esta é a nossa tarefa mais urgente”, o que indicou que ao menos queriam mantê-lo até o fim do primeiro turno.

Porém, segundo insiste o ‘Süddeutsche Zeitung’, Bosz só tem dois jogos restantes para convencer os chefes de que ele pode continuar como treinador. O jogo da Liga dos Campeões contra o Real Madrid na terça-feira será menos um teste do que a partida contra o Werder Bremen. Se o BVB não vencer no próximo sábado, o tempo de Bosz no Dortmund chega ao seu final.

Por Cristian Hall