BLOG DO BRENO - Bem vindo ao Blog mais uma vez. Nesta nova coluna vou falar do nosso novo treinador: Peter Bosz. Quero escrever do por que Bosz pode ser o diferencial. Não sou saudosista, mas, Tuchel, deixou um legado para o atual treinador, e Bosz vai aproveitar muito a base deixada pelo seu antecessor.

Digo isso por quê? Porque por mais que esse ano o time não tenha se encaixdo e oscilado bastante ao longo da temporada, e algumas escolhas de esquemas de jogo ruins por Tuchel, Bosz, tem um elenco que pode ir muito mais além do que se imagina. O estilo de jogo aplicado no antigo clube, e agora, terá mais recursos, e um elenco mais versátil.

É preciso de tempo para que tudo se ajeite, principalmente ao seu estilo e filosofia de jogo.  Até encaixar leva certo tempo, e ele mostrou isso.  Talvez se ele tivesse mudado sua mentalidade, poderia não chego agora em 2017 ao BVB. 

É preciso ser muito teimoso para manter suas convicções. Foi assim em entrevistas coletivas e muita pressão para que ele caísse no Vitesse. No clube holandês o time passava uma fase ruim dentro de campo, mas para ele não! Mostrava a cada derrota números e mais números do time. E mesmo com a sua cabeça no fio da navalha não mudou uma vírgula do seu trabalho.

E na última temporada todas suas convicções e teimosia, pode não ter dado 100%, mas apresentou um novo time do Ajax. A explicação desse fenômeno se chama 5 segundos. Não entendeu? Então vamos falar. 5 segundos é tempo que o time de bosz precisa pra recuperar a bola, pois sua visão se isso não acontecer, o adversário dominara aquela parte do jogo.

Bosz tem uma escola de jogo muito parecida de Cruffy e de Guardiola. Porque citei Tuchel, alguns exemplos que pode ocorrer semelhanças ao antigo e novo treinador. Capacidade de  limitar o oponente. Tuchel queria que o time avançasse , principalmente os laterais

No Borussia um elenco que tem peças que podem realizar mais de uma função, Peter Bosz poderá complementar os seus antigos trabalhos no BVB.