Blog do Breno - Olá! Sejam bom-vindo novamente a esta coluna. Está coluna será feita como um desabafo, porque não é possível, eu não aguento mais essa novela do Aubameyang. Cara, é todo dias uma coisa nova. Vai pra lá, vai prá cá. Parece muito o Silvio Santos falando na plateia . “Oie ma, ma, ma o Você vem pra Ca, vem pra cá”. Não é possível.

Meu deus! Já não to suportando mais, toda vez que abro a porra da minha internet e coloco as notícias do BVB, a capa é sempre o camisa 17. Cada dia um novo clube. Milan, Chelsea, times chineses, ele com sonho do Real daqui a pouco até o Palmeiras, com tanto dinheiro da senhora Leila vai tentar contratar ele.

Isso não é bom para ele, paro grupo e pro próprio clube. Quando você começa um planejamento no começo do ano, você conta com as pessoas que estão no ambiente, claro que, que existe a variável de perder algumas peças e isso é normal em qualquer clube. Mas neste périodo é importante para o treinador montar o esquema e passar suas intenções para com o plantel de jogadores.

É claro que, ainda tem alguns dias para acabar a janela de transferência, porém está novela entre as partes envolvidas, vai criando duvidas e com isso, acaba prejudicando todo um esquema, não que Bosz esteja fazendo um esquema voltado para Auba. Não é isso, mas, ele tem que criar alternativas caso algum jogador de última hora saia. Mas para isso é preciso de tempo.

E tudo isso só prejudica a todos. Como venho aqui escrevendo, se o clube aceitar alguma proposta terá o seu dinheiro e não poderá utilizar para reinvestir em algum outro jogador. Por quê? A cada dia que passa os jogadores com oferta vão ficando mais caros. É a tal lei da oferta e procura. Os valores vão subindo e para negociar um substituto fica mais difícil

Por isso, o clube precisa tomar uma medida importante. Chame o treinador, Auba em uma sala para uma conversa e veja o desejo de ambos. Pois assim, terá uma definição se ele realmente fica ou se sai. É importante para que no final, o principal que é o clube, não acabe sendo prejudicado no mercado da bola.