Blog do Breno - Olá meus amigos aurinegros brasileiros. Sejam bem-vindo a mais uma coluna. Na coluna que hoje vou escrever é para falar um pouco sobre o novo treinador. Peter Stöger. Ele chegou com a missão de tentar salvar a temporada, após quase um Titanic nas mãos de Peter Bosz. A cultura europeia não costuma demitir um treinador no meio da temporada. Mas, nos vemos ultimamente isso acontecer com certa frequência. E o BVB teve que tomar essa decisão.

Peter Bosz tentou fazer um jogo diferente na Alemanha. A diretoria apostou num treinador novo e com ideias novas. Não vou dizer que foi ruim. Pois Tuchel, o antigo treinador também é de uma escola nova. Não comparando os dois, mas, Tuchel foi melhor. Suas escolhas e sua filosofia tiveram mais empatia com o grupo. Mesmo até com certos problemas com jogadores, mesmo assim conseguiu dar um padrão de jogo.

Quando Peter Bosz foi anunciado, eu, admito, gostei da ideia. Achava que seria uma boa. Suas implantações no Ajax deram certo. Vice campeão na liga Europa, seu nome ganhou força no cenário e o clube após demitir Tuchel, tinha uma ideia de inovar e acabou contratando Bosz. Com jogadores que treinador sabia que poderia fazer algumas outras funções dentro do jogo sem precisar de substituição, estava claro que poderia dar um salto. Porém, o efeito não foi como previsto.

O time não conseguiu dar liga. A nova filosofia não deu certo. Dentro do campeonato alemão o time conseguiu ficar na parte de cima, porém o jogo não fluía. Na Liga dos Campeões, foi um fisaco. A terceira colocação não era de todo ruim, clama. Tínhamos times de brigar para oitavas, mas no fim a terceira colocação veio como uma melancolia. Foi um dos piores anos, não de resultado por pontos, mas pelo que foi dentro de campo. Fomos muito mal, o time não se encaixou

Temendo uma catástrofe esportivamente falando, a diretoria não teve como manter Bosz no cargo. Assim, demitiu. Alguns nomes foram colocados à mesa e no fim o clube chamou Peter Stöger. A missão dele era arrumar o time dentro de campo. Recolocar o Borussia no caminho, mesmo que no campeonato já esteja praticamente com o outro time lá, que não pronuncio.

Não dá pra cobrar ele nesse momento. O time é verdade caiu para sexto lugar. Porém, com ele ainda não perdeu. São cinco jogos com 2 vitórias e 3 empates. No total de 60% dos pontos conquistados. O time está caminhando. Ele está tentando arrumar a casa. Então oscilar está dentro da situação. Pois ele já chegou com o grupo montado. As pessoas não foi ele que escolheu. Então é preciso ter paciência.

Por Breno Benedito /