Confira o que disse o treinador Thomas Tuchel antes da partida deste sábado contra o Borussia Gladbach, as 13:30 no Borussia-Park.

Investigações: "É um bom sinal que aparentemente tenha se feito um grande avanço desse caso. É importante para nossos jogadores e comissão técnica que o caso seja resolvido rapidamente. Só posso falar por mim: Acredito que é muito importante para nós saber as razões do ataque. Pessoalmente, estou lidando bem com a situação, mas eu não posso falar pelos meus jogadores aqui."

"Não posso esperar o mesmo dos jogadores. Não posso esperar que todos lidem com a situação como eu. Eles precisam do seu próprio tempo. É por isso que nós temos que ser cuidadosos na maneira que criticamos os jogadores. Temos que diferenciar entre o aspecto esportivo e humano quando se faz alguma crítica."

O Gladbach: "É sempre complicado jogar em Gladbach. Para todas as equipes. O jogo em Gladbach não pode ser visto sem levar em considerações os acontecimentos.  Também temos que considerar os minutos que já jogamos e a pressão mental em um jogo de mata-mata da UCL. 

Dahoud: "Claro que estamos contentes que Mo Dahoud vai jogar para nós. Mas não vou comentar em respeito ao jogador e ao Gladbach. O Gladbach pode jogar de forma muito rápida na frente. Você sempre tem que ter cuidado com seus rápidos contra-ataques."

Sobre Rerus: "É muito cedo para o Reus ser titular de novo ou até ser relacionado depois de jogar os 90 minutos contra o Monaco. Eu ainda tenho que falar com os médicos, mas acredito que todos estão bem. Cansados mas saudáveis."

"Óbvio que uma vitória em Mönchengladbach nos daria um grande impulso."