Em meio as ondas de especulações que envolvem o seu nome para uma possível transferência, o Borussia Dortmund se posicionou e deu um ultimato ao atacante Aubameyang. A diretoria pediu para o gabonês levar a mesa do presidente uma proposta oficial em dois dias, para assim abrir negociação. A diretoria pede 255 milhões de reais para ele poder sair.

O diretor geral do clube, Hans-Joachim Watzke, falou ao jornal alemão, Welt am Sonntag, que o clube só libera o camisa 17 se atender todas as exigências.  "Se Aubameyang quiser ir a algum lugar e tiver um clube disposto a atender às nossas exigências, venha e vamos conversar”, explicou o diretor que o Dortmund não pretende prolongar muito essa questão.

Isso se explica porque, o clube também precisa se movimentar a tempo para achar um substituto que agrade o novo técnico, Peter Bosz. O que também pode atrapalhar a saída de Auba, é que os times já se movimentaram para o setor ofensivo, sobra poucos atacantes no mercado.

O Borussia já acenou, que para tirar Auba dos aurinegros, o clubes terão que por a mão no bolso. O artilheiro da última temporada da Bundesliga, só sairá num valor de 70 milhões de euros. Na cotação atual o valor em reais é de 255 milhões de reais.  Esses novos valores, parece que não foi bem recebido por Chelsea (ING) e Milan (ITA)

Esses dois clubes, é que estavam acenando para aquisição do Auba. Os ingleses, estão a caça de um matador para a vaga deixada de Diego Costa.  Os italianos já movimentaram quase um 1 bilhão de euros com nove reforços trazido pelo dinheiro chinês.