O Borussia Dortmund alcançou na edição de 1996/97 da UEFA Champions League o êxito que não conseguira quatro anos antes, na Copa da UEFA, ao bater a Juventus na final. O confronto no Estádio Olímpico de Munique foi a reedição do espectacular duelo travado na final daquele torneio em 1993, perdido pelos alemães diante do clube italiano.

Os ex-jogadores da Juventus, Julio César, Jürgen Kohler e Andreas Möller, bem como Paulo Sousa (que conquistara a taça no ano anterior pelo clube de Turim), tinham trocado de lado, passando a envergar a camisa amarela do Borussia Dortmund. Na primeira fase o clube alemão terminou em segundo lugar no grupo, que também tinha Atlético de Madrid (ESP), Widzew Lódz (POL) e Steaua Bucareste (ROM), tendo sofrido apenas uma derrota.

E a partir daí não perderia mais. O adversário nas quartas-de-final foi o Auxerre (FRA), estreante na competição, mas que não foi páreo no confronto, sofrendo duas derrotas. A equipe de Dortmund conquistava sua vaga nas semifinais para enfrentar os poderosos ingleses do Manchester United. E a história repetiu-se, com mais duas vitórias do Borussia Dortmund, inclusive no jogo de volta, vencendo por um 1x0 em pleno Old Trafford, mesmo resultado do jogo de ida. Enquanto isso, na outra semifinal, a Juventus passava com certa facilidade pelo Ajax (HOL), com vitórias de 2x1, em Amsterdã, e 4x1 em Turim.

Os alvinegros italianos tentavam repetir o título conquistado na temporada anterior, mas a atmosfera era hostil. Mesmo não sendo em Dortmund, o clube alemão praticamente jogava em casa, visto que a decisão estava marcada para o Estádio Olímpico de Munique. Karl-Heinz Riedle marcou dois gols ainda na etapa inicial, após Del Piero descontar e recuperar as esperanças dos italianos, Lars Ricken, que acabara de entrar no jogo, marcou o terceiro gol, de forma a selar definitivamente o destino da competição. Uma entrada de sonho, num dia de sonho para o Dortmund.

FOTOS:

Gallery:23

28-05-1997 - BORUSSIA DORTMUND (ALE) 3x1 JUVENTUS (ITA)
 
BORUSSIA DORTMUND: Klos, Kohler, Sammer, Kree, Reuter, Lambert, Paulo Sousa, Heinrich, Möller (Zorc), Riedle (Herrlich), Chapuisat (Ricken). Técnico: Ottmar Hitzfeld

JUVENTUS: Peruzzi, Porrini (Del Piero), Ferrara, Montero, Iuliano, Di Livio, Jugovic, Deschamps, Zidane, Boksic (Tacchinardi), Vieri (Amoruso). Técnico: Marcello Lippi
 
Estádio: Olímpico (Munique, Alemanha)
Público: 59.000
Gols: 29’ - BOR 1x0 JUV (Riedle), 34’ - BOR 2x0 JUV (Riedle), 64’ - BOR 2x1 JUV (Del Piero), 71’ - BOR 3x1 JUV (Ricken)

VÍDEO: